Banda Raízes - 25 anos

Loading...

sábado, 24 de dezembro de 2011

CONFRATERNIZAÇÃO DOS MINISTÉRIOS DE JOVENS E DE MÚSICA

"Acabamos de chegar da confraternização de fim de ano do Ministério de Jovens e Músicos e como foi bom estar entre pessoas queridas num ambiente de descontração, sinceridade e muita alegria, marcado também pela excelente comida e uma música de primeira. Obrigado a todos que trabalharam com todo afinco, na organização, ornamentação, cozinha, limpeza, brincadeiras, música e qualquer outra área que eu tenha esquecido. Obrigado Pr. Andre e Kézia por idealizarem esta confraternização e torná-la possível, fazendo com que todos se envolvessem e participassem de cada momento com tanto gozo e em cada participação víamos a demonstração clara de que somos a família de Deus e nada poderá nos deter em 2012. Resumindo: O encontro foi show".  Pr. Marcelo Magalhães. 
Ministério de Música - "Surgem Anjos Proclamando"

 Kelly, Kézia, Kareen, Pr. Marcelo e Pr. Kleber - "Família de Deus"

Encerramento da festa - "Noite Feliz!"

Momento de descontração

A ceia

Hora de comer

Alessandro, Eduardo e Bárbara, Kareen e Pr. Marcelo

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

DOMINGO 18 TIVEMOS A NOSSA LINDA CANTATA NATALINA

Apresentada pelos adolescentes e jovens integrantes do INSTITUTO RECICLANDO SONS da Estrutural, liderado pela maestrina Rejane Pacheco de Carvalho.
Minha fotoO Culto foi uma bênção, sentíamos a presença do Senhor durante a ministração da música e enquanto a Palavra do senhor era compartilhada. Louvamos a Deus pela Vida da Professora Rejane e sua linda equipe de trabalho, que Deus continue sendo glorificado através de vossas vidas sempre reciclando...




A Orquesta  sinfônica sendo regida por sua maestrina Professora Rejane 

Os jovens e adolescentes do Instituto Reciclando Sons com seus instrumentos

Parte do auditório


Vista panorâmica  do auditório


Momento em que o Pr.  Marcelo Magalhães Santana  falou à Igreja, o resultado de um encontro que teve no gabinete pastoral com a Professora de Música Rejane Pacheco de Carvalho a respeito do Projeto: INSTITUTO RECICLANDO SONS que funciona na Estrutural. O Pastor Marcelo juntamente com a Igreja de Nova Vida em Águas Claras, decidiu abraçar esse projeto dando apoio na medida do possível,  e  toda cobertura espiritual.


Se você quiser saber mais a respeito do INSTITUTO RECICLANDO SONS, acesse o Blog da Rejeane Pacheco Reciclando sons. 

sábado, 17 de dezembro de 2011



CANTATA DE NATAL - Entrada franca!

Dia: Domingo 18/12 
Hora: 19h30
Endereço: IGREJA DE NOVA VIDA EM ÁGUAS CLARAS - QS 05, Lt. 03, Ljs 1/2 Av. Águas Claras (próximo CAESB e Hospital da Católica)


Com Instituto Reciclando Sons
Regente Rejane Pacheco de Carvalho

O Instituto Reciclando Sons (IRS) trabalha com a musicalização para fins de educação, ressocialização, prevenção à criminalidade e geração de renda para os moradores da Cidade Estrutural. 

Venha prestigiar e se emocionar com estes meninos e meninas que fazem parte deste projeto. 

PARTICIPE!




OS MELHORES LÍDERES TÊM CORAÇÃO DE PASTOR
O que você sabe sobre ovelhas? A não ser que elas nos fornecem lã e suas crias são chamadas de cordeiros, a maioria de nós nada sabe sobre elas, a menos que você viva na Nova Zelândia, onde seu número supera o número de pessoas. Anos atrás, porém, aprendi algumas coisas intrigantes a respeito desses animais lanosos, enquanto escrevia um livro em parceria com meu amigo Ken Johnson.

Ken passou anos cuidando de ovelhas em sua “fazenda de recreação”, enquanto trabalhava em tempo integral. Ele queria apresentar algumas observações no livro, inicialmente intitulado “Reflexões Sobre Rebanho” e mais tarde, após revisão, “Vivendo Com Um Coração de Pastor”. Eis uma amostra do que as ovelhas lhe ensinaram.

1. A ilusão da grama mais verde. Um velho ditado diz: “A grama é sempre mais verde do outro lado da cerca”. Ovelhas também acreditam nisso, segundo Ken observou seu rebanho fazer. Elas literalmente destruíram a grama sob suas patas, enquanto se esforçavam para comer a que estava do lado de fora do cercado. Algum dia você já fez o mesmo com seu emprego, empresa ou família, simplesmente porque uma segunda alternativa aparentava ser melhor - e acabou descobrindo que não era?

2. Seguir o líder nem sempre é o melhor. Certa manhã, meu amigo segurou um cabo de vassoura diante da primeira ovelha, enquanto o rebanho deixava o aprisco. A ovelha que liderava o rebanho pulou o obstáculo. Ken então retirou o cabo de vassoura, mas as demais ovelhas continuaram a saltar no mesmo local, embora o objeto que motivava o salto já tivesse sido removido. Você já fez algo só porque outra pessoa estava fazendo, sem perguntar por quê? Ou seguiu uma prática tradicional sem se deter para avaliar se ainda era necessária?

3. Por conta própria, ovelhas tendem a se meter em problemasÀs vezes a ovelha decide adotar seu próprio rumo, desviando-se da vigilância protetora do pastor. O resultado pode ser desastroso: pernas quebradas, ficar enroscada nos arbustos e até mesmo cair e ficar incapaz de colocar-se novamente de pé. Sem imediata assistência do pastor, poucos minutos a separam da morte.

A história de Ken demonstrou o que diz a passagem bíblica: “Todos nós éramos como ovelhas que se haviam perdido; cada um de nós seguia o seu próprio caminho...” (Isaías 53:6). Sem a direção de um pastor diligente, ovelhas podem facilmente de deparar com catástrofes.

No mundo profissional e empresarial uma das tarefas que os líderes têm é servir como “pastores supervisionando seu rebanho” no desempenho de suas responsabilidades. O líder deve proporcionar ambiente de trabalho seguro, prever perigos que espreitam adiante e certificar-se de que os trabalhadores recebam o que precisam para um desempenho excelente.

Sob a perspectiva espiritual, um sábio pastor no ambiente de trabalho olha para o exemplo de Jesus Cristo, que descreveu a Si mesmo como “Eu sou o bom pastor; conheço as Minhas ovelhas, e elas Me conhecem” (João 10.14).Anteriormente, na mesma passagem, Ele disse: “O bom pastor dá a vida pelas ovelhas” (João 10.11). Quando líderes demonstram disposição para fazer o que for necessário, colocando o interesse dos trabalhadores em primeiro lugar, podem estar certos de que atrairão seguidores fiéis.

Como líder, você está disposto a fazer o duro trabalho de pastor, sob a direção do Pastor?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas com o tema, sugerimos: Salmo 23; Isaías 53.7; Marcos 6.34; Lucas 15.1-7; João 10.1-18; 21.16-17; Atos 8.32; 1Pedro 2.21-25.

Robert J. Tamasy


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Grupo de Teatro EXPRESSÃO DE VIDA

Domingo 27 de novembro às 19h30

Grupo de Teatro "Expressão de Vida" na Igreja de Nova Vida 
em Águas Claras

Participe!


domingo, 20 de novembro de 2011

FALTA PÃO NA CASA DO PÃO

                                                                      Referência: Rute 1.1-22
INTRODUÇÃO
A fome é uma das experiências mais dramáticas na vida de uma pessoa. Ela produz inquietação, desespero e até mesmo a morte. Na época do profeta Eliseu, Samaria foi cercada pelos Sírios. Não entrava nem saída nada nem ninguém da cidade. O inimigo estava acampado do lado de fora. O povo de Samaria estava cercado e preso dentro dos seus muros. O pão acabou. O povo começou a passar fome. Eles tinham dinheiro, mas não tinham o que comprar. O desespero foi tão grande que as pessoas começaram a comer carne humana.
Estive na Coréia do Sul em 1997. Quando voltei para o Brasil, li na Folha de São Paulo no dia 02 de Maio/1997 que o povo da Coréia da Norte estava tão atormentado pela fome que estavam comendo os seus cadáveres.
Belém de Judá também está enfrentando um tempo de fome. A terra que manava leite e mel estava agora assolada pela fome. Aquele era o tempo dos juízes. Uma época em que o povo com frequência se desviava do Senhor (Jz 21:25). Esse tempo pode ser resumido assim: prosperidade e bênção > apostasia > castigo > arrependimento > bênção > apostasia > castigo. A seca, a invasão do inimigo, a fome era um sinal de castigo de Deus sobre o povo rebelde.

I. QUANDO FALTA PÃO NA CASA DO PÃO O POVO SE DESESPERA
1. Houve fome em Betel, a Casa do Pão – v. 1
Betel significa “a Casa do Pão”. Mas houve um dia que faltou pão na Casa do Pão. Houve um dia em que os fornos das padarias de Belém ficaram frios e as prateleiras ficaram vazias. Então, houve fome em Belém, mas não havia pão. As pessoas buscavam pão, mas não encontravam pão. Este é um retrato das igrejas hoje.
A igreja também é a Casa do Pão. As pessoas estão famintas. “Eis que vêm dias , diz o Senhor Deus, em que enviarei fome sobre a terra, não de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor” (Amós 8:11). Muitas pessoas buscam Deus na igreja, mas não encontram. Encontram muito do homem e pouco de Deus. Encontram muito ritual, mas pouco pão espiritual. Encontram muito da terra e pouco do céu.
Hoje muitas pessoas estão famintas de outras coisas e não famintas de Deus. Buscam conhecer a respeito de Deus, mas não conhecer a Deus. Posso ter muita informação sobre Deus e não ter intimidade com ele. Conheço bastante sobre FHC, mas não tenho intimidade com ele. Temos hoje igrejas cheias de pessoas vazias de Deus e igrejas vazias de pessoas cheias de Deus. Precisamos ter fome de Deus.
O salmista disse: “A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo” (Sl 42:2). Os filhos de Coré diziam “O meu coração e a minha carne exultam pelo Deus vivo” (Sl 84:2). As pessoas hoje estão buscando as bênçãos de Deus e não o Deus das bênçãos. Querem os dons e não o doador. Querem as bênçãos e não o abençoador. Pessoas que buscam seus interesses e não a glória de Deus. Têm fome das coisas da terra e não das coisas do céu.
Ter fome de Deus é fazer como Paulo: considerar como lixo os favores da terra por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo. É não se contentar com farelo, com palha seca, com pão embolorado. Você tem fome de Deus? Você tem ansiado por Deus mais do que os guardas pelo romper da alva? Você tem clamado como Moisés: “Oh, Senhor eu quero ver a tua glória!”. Você tem clamado como Eliseu: “Senhor, eu quero porção dobrada do teu Espírito!” Ou será que estamos satisfeitos conosco mesmos como a igreja de Laodicéia?
Oh! A maior necessidade da igreja hoje é da presença de Deus, é da glória de Deus, é da manifestação de Deus em seu meio, é de pão na Casa do Pão!

II. QUANDO FALTA PÃO NA CASA DO PÃO AS PESSOAS DEIXAM A CASA DO PÃO – 
V. 1
1. Pessoas famintas deixam a Casa do Pão, quando não há pão na Casa do Pão – v. 1
A fome traz grande inquietação. Houve desespero em Belém. Era um tempo de apostasia, de descompromisso com Deus. O período dos juízes foi o tempo mais turbulento da história de Israel. A Palavra de Deus era rara. O povo vivia oprimido nas mãos de seus inimigos. O povo não perseverava em buscar o Senhor. Só se voltavam para Deus na hora da aflição, mas se esquecia de Deus na hora de fartura.
Elimeleque, Noemi, Malom e Quiliom abandonaram Belém. Fugiram de Belém. Eles saíram guiados pela visão humana e não pela fé. Como Ló buscaram segurança e não a vontade de Deus. Buscaram novos horizontes onde saciar a sua fome. A razão porque eles deixaram a Casa do Pão é que não havia pão na Casa do Pão.
É uma constatação muito simples: Por que as pessoas deixam as igrejas ou não vêm para a igreja? Porque não há pão. O pão era parte das práticas do templo também, era prova da presença do Senhor: o pão da proposição, o pão da Presença. O pão indicava a presença de Deus. As pessoas estão procurando desesperadamente algum lugar onde encontrar pão, onde saciar sua fome, onde satisfazer suas profundas necessidades. As pessoas estão se dirigindo aos bares porque estão famintas. Elas vão aos clubes porque estão com uma grande fome interior. Elas buscam os centros espíritas porque há um buraco na alma delas com fome de Deus. Elas usam cristais em seus pescoços buscando entrar em contato com o mundo espiritual. Elas se atropelam em filas para grandes seminários sobre iluminação espiritual e paz interior, engolindo passivamente, todo o lixo que lhes está sendo passado como se fosse a última revelação do outro mundo.
Oh! Isso deveria envergonhar a igreja. Milhões de pessoas estão procurando Pão onde só há veneno, porque há escassez de Pão na Casa do Pão.
Oh! O que é triste é que às vezes, essas pessoas procuram a igreja, mas não encontram nada na despensa, nada além de prateleiras vazias, gavetas cheias de receitas para pão, fornos frios e empoeirados.
Temos anunciado que há pão em nossa Belém. Mas quando vem a fome, tudo o que fazemos é sair em busca das migalhas dos avivamentos passados. Falamos sobre o que Deus fez e onde ele esteve, mas podemos dizer muito pouco sobre o que ele está fazendo entre nós hoje. E a culpa não é de Deus, é nosssa. Temos apenas um resíduo da glória que se extingue. Mas somos como Moisés ao descer do monte: mantemos o véu sobre o rosto para que as pessoas pensem que ainda há glória no nosso rosto, quando a glória já se foi. Camuflamos o nosso vazio assim como o clero nos dias de Jesus, mantendo o véu no lugar tradicional, mesmo não estando mais a arca da aliança por detrás dele. No passado a glória deixou a tenda, o templo, a cidade. Mantemos as estruturas, os rituais, mas falta-nos a glória de Deus!
As pessoas vêm às nossas igrejas, mas elas não vêem Deus na sua glória entre nós. Dizemos para elas: Deus está aqui, mas elas não o vêem. Uma coisa é a onipresença de Deus, outra é a presença manifesta de Deus. É impossível Deus se manifestar e as pessoas não o notarem. Jacó disse: Esse lugar é tremendo! É a porta do Céu, é a Casa de Deus.
As pessoas têm vindo à Casa do Pão, frequentemente, apenas para descobrir que aqui existe muito de homens e pouco de Deus. Deus quer restaurar entre nós o senso da sua glória. Cada vez mais falamos da glória de Deus cobrindo a Terra, mas como ela vai fluir pelas ruas das nossas cidades, se não pode nem mesmo fluir pelos corredores das nossas igrejas? Se não há pão na Casa do Pão, os famintos buscarão outros lugares para saciarem a sua fome!

III. QUANDO NÃO HÁ PÃO NA CASA DO PÃO AS PESSOAS BUSCAM ALTERNATIVAS PERIGOSAS – V. 1-5
1. Em vez de buscar a Deus, eles fogem
No passado Abrão e Isaque também fugiram da fome e sofreram por isso. Na hora da crise, não podemos abandonar a Casa de Deus, mas nos humilharmos, nos voltarmos para Deus, nos arrependermos e pedirmos restauração. A igreja está precisando de restauração. A solução não é deixar a igreja, buscar novos rumos, novas teologias, novas experiências. Nós precisamos é de Deus. Precisamos é da glória de Deus. Precisamos é que a shekináh de Deus volte a brilhar sobre nós. Precisamos é do Pão Vivo do Céu. Precisamos é de Jesus!
2. As alternativas do mundo podem ser mortais
Elimeleque = O Senhor é meu rei e Noemi = ditosa e feliz em vez de enfrentar a crise, fogem da crise. Seus nomes revelam confiança, mas eles fraquejam e buscam um atalho para a solução da crise, o atalho da fuga.
Quando Belém, a Casa do Pão, ficou vazia, as pessoas se viram obrigadas a procurar o pão da vida em outro lugar. O dilema que elas enfrentaram é que as alternativas do mundo podem ser mortais. Elimeleque perdeu sua vida buscando a sobrevivência. Ele perdeu os seus filhos, buscando a segurança deles. Eles encontraram a sepultura onde procuraram um lar. Eles puderam evitar a fome de Belém, mas não a morte em Moabe. Onde eles pensaram que preservariam a vida, eles a perderam.
Moabe é um lugar cruel. Moabe significou para Noemi doença, pobreza, morte do marido e viuvez. Moabe significou para Noemi e perda dos seus filhos. Moabe furtará seus filhos e os sepultará antes do tempo. Moabe separará você do seu cônjuge. Moabe roubará toda a vitalidade que há em você. Moabe deixará sua alma cheia de amargura.
O preço cobrado em Moabe é muito caro: lá as pessoas pagam com seus casamentos, seus filhos, suas vidas.
Noemi partiu feliz e voltou pobre, amargurada, machucada (v. 20,21).
Elimeleque fugiu da fome, mas não conseguiu fugir da morte. Ele escapou da fome, mas não escapou da morte. Ló buscou riquezas em Sodoma e perdeu lá todos os seus bens e arrebentou com a sua família.

IV. QUANDO VOLTA A TER PÃO NA CASA DO PÃO AS PESSOAS CORREM PARA A CASA DO PÃO – V. 6,22
1. Há um rumor que chega até Moabe – v. 6
Há um murmúrio que percorre as nossas cidades, ruas e becos: é o murmúrio dos famintos. Se somente um deles ouvisse um boato de que o Pão está de volta à Casa do Pão, a notícia logo se espalharia como uma onda de eletricidade, na velocidade da luz. As novidades sobre o Pão correriam de casa em casa, de um lugar para outro instantaneamente. E nós não teríamos que nos preocuparmos em anunciar na TV ou usar outros meios de comunicação. Os famintos simplesmente ouviriam a notícia: “Não é uma farsa. É verdade! E não são migalhas no chão. Realmente existe Pão na Casa do Pão! Deus está na igreja! A glória de Deus está sobre a igreja!
Quando isto acontecer serão tantos que virão que não consequiremos comportá-los em nossos templos, não importa quantos cultos tivermos a cada dia. Por que? Como? Tudo o que se tem a fazer é trazer o Pão de volta! Quer saber quando as pessoas começarão a entrar pelas portas da nossa igreja? Tão logo saibam que a PRESENÇA DE DEUS está aqui. E quando a glória de Deus estiver brilhando aqui, não teremos que colocar anúncios no jornal, rádio ou televisão. Tudo que precisamos é da presença de Deus e as pessoas virão de longe e de perto, de todos os lugares, a todo instante!
Exemplo: Avivamento no País de Gales em 1904.
2. Não precisamos nos contentar com migalhas, Deus tem muito mais para nós – v. 6
O Filho Pródigo, longe de casa, passando fome, caiu em si, arrependido e disse: “Quantos trabalhadores de Pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome. Levantar-me-ei e irei ter com meu Pai” (Lc 15:17-18).
Deus tem muito mais para nós. Não precisamos nos contentar com migalhas. Deus tem vida abundante para nós. Isaías 44:3 fala de torrentes do Espírito. João 7:37-38 fala de rios de água viva fluindo do nosso interior. Efésios 3:19 fala de sermos possuídos de toda a plenitude de Deus. Atos 1:8 fala de sermos revestidos com o poder do Espírito Santo.
Se o Senhor prepara para nós um banquete no deserto e uma mesa na presença dos nossos adversários, quanto mais ele não nos dá um banquete na Sua Casa. Não precisamos comer as migalhas que caem da mesa. Ele nos oferece as abundantes fornadas de pão quente preparados nos fornos do céu. Ele prepara para nós um grande banquete e nos convida: Venha e coma!
3. Quando há Pão na Casa do Pão, as pessoas nos acompanharão à igreja – v. 16-19,22
Esta geração, assim como Rute (que retrata os perdidos), está prestes a acompanhar Noemi (um retrato dos pródigos), dizendo: “Se você ouviu que há pão lá, então irei com você. Onde quer que você vá, eu irei. Seu povo será o meu povo, e o seu Deus será o meu Deus” (Rute 1:16).
Sabe quando é que as pessoas virão apressadas para a igreja? No momento em que provarem o Pão da presença de Deus. Quando Rute ouviu que o pão estava de volta em Belém, ela se levantou de sua tristeza para ir à Casa do Pão. Rute tornou-se avó de Davi. Davi é símbolo do Rei Messiânico. Davi nasceu em Belém a Casa do Pão. Mas Rute também foi membro da genealogia de Jesus. Jesus é o Pão da Vida. Jesus também nasceu em Belém, a Casa do Pão. Agora temos o Pão do Céu na Casa do Pão. A todos que têm fome ele diz: “Eu sou o pão da vida, quem comer desse pão nunca mais terá fome”.
Duas coisas acontecem quando o Pão da presença de Deus é restaurado na Igreja.
3.1. Os pródigos voltarão de Moabe
Noemi voltou a Belém. Ela voltou à Casa do Pão. A igreja ficará cheia quando as pessoas souberam que encontrarão pão com fartura na Casa de Deus. Não haverá bancos vazios. As pessoas terão pressa para vir. Elas virão famintas, sedentas. Elas sentirão fome da Palavra. Elas ansiarão por mais, muito mais de Deus.
Você já viu uma pessoa faminta? Já leu sobre milhares de pessoas famintas na Etiópia? Já viu gente desesperada de fome? Precisamos ficar desesperadamente famintos de Deus.
Exemplos: 1) A mulher cananéia – ela clama ao Senhor. Ela insiste. Ela não desiste. Ela enfrenta o silêncio de Jesus, a rejeição dos discípulos, as palavras de Cristo, mas ela está faminta. Ela se recusa a ir embora de mãos vazias.
Nossos cultos terão mais vida. Nossas músicas serão mais ungidas. Nossos sermões serão verdadeiro maná do céu. Nossas aulas de Escola Dominical serão pães quentes vindos direto dos fornos do céu. Nossas reuniões de oração serão frequentadas. Nossos crentes serão cheios do Espírito.
Eu espero que Deus incomode homens e mulheres em nossa igreja e nos torne obcecados com o Pão do Céu, com o Pão da Sua Presença, de forma que não descansemos até sermos saciados. A Bíblia diz que “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça” (Mt 5:3).
Precisamos ansiar pela glória de Deus, pela presença de Deus como Moisés que armou a tenda fora da congregação e para lá ia buscar o Senhor até que o povo viu a glória do Senhor sobre a tenda. Qual foi a última vez que a sua presença, em algum lugar, tenha levado as pessoas a dizerem: “Tenho que me reconciliar com Deus!” Onde estão os futuros Finneys, Moodys, Evan Robersts, que incendiaram sua geração através do poder do Espírito Santo?
Ilustração: Um pastor na Etiópia estava pregando quando homens do Governo Comunista o interromperam, dizendo: Estamos aqui para acabar com esta igreja. Elas já tinham tentado de tudo sem sucesso. Então, naquele dia, agarraram a filha de três anos do pastor e a arremessaram pela janela do templo à vista de todos que ali estavam presentes. Os comunistas pensaram que esta violência acabaria com a igreja, mas a esposa do pastor desceu, colocou sua filhinha morta nos braços e retornou ao seu lugar na primeira fila, e a adoração continuou. Como consequência da fidelidade deste humilde pastor, quatrocentos mil crentes fiéis destemidamente compareceram em suas conferências bíblicas na Etiópia. Um pastor americano, encontrando-se com este pastor, disse-lhe: “Irmão, nós temos orado por vocês, por causa da sua pobreza.” Este humilde homem voltou-se para o pastor americano e disse: “Não, você não compreende. Nós é que temos orado por vocês, por causa de sua prosperidade.” Não sou contra a prosperidade. Seja tão próspero quanto você deseja, mas busque Deus ao invés de buscar a prosperidade.
3.2. Os pródigos não voltarão sozinhos à Casa do Pão – v. 16-19,22
Rute voltou com Noemi. Noemi voltou e trouxe consigo a Rute. Quando a igreja é restaurada não somente os que saíram dela voltam, mas trazem consigo outras pessoas. Quando o Espírito de Deus é derramado os descendes de Jacó brotam como a erva e como salgueiros junto às correntes das águas (Is 44:4).
Tem muita gente nesta cidade faminta. Nós precisamos dizer a elas que existe pão na casa do pão. Ilustração: Os quatro leprosos em Samaria: “Não fazemos bem; este dia é dia de boas novas, e nós nos calamos” (2 Reis 7:9). Precisamos sair pelas ruas desta cidade e dizer que tem Pão na Casa do Pão. Tem pão com fartura para os famintos.
Se Deus realmente se manifestar com poder em nossa igreja, podem ter certeza, o rumor dos famintos se espalhará nesta cidade e região. Antes de podermos abrir as portas, os famintos já estarão na fila esperando por pão fresco. Por que não temos visto esta procura agora? É porque os famintos têm sido frustrados. Falamos da presença de Deus, mas o pecado escreveu em nossos umbrais: ICABODE: foi-se a glória de Israel. Falamos que está fluindo sobre nós um rio de vida, mas o que elas vêem é um rio de palavras. Algumas vezes até mesmo construímos maravilhosas pontes sobre leitos secos.

CONCLUSÃO
Em comparação com o que Deus já fez e quer fazer, estamos catando farelos, enquanto ele tem para nós, um crocante pão quentinho, que acabou de sair dos fornos do céu. Ele não é Deus de migalhas e de escassez. Ele está esperando que nós o busquemos de todo o nosso coração. (2 Crônicas 7:14).
Não importa o que você precise ou o que falte em sua vida – o que você realmente precisa é de Deus. E para tê-lo, precisa estar faminto! Faça como Elias, dobre os joelhos e peça a Deus que rasgue os céus e envie chuva para que haja Pão na Casa do Pão.

 Rev. Hernandes Dias Lopes

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Rede de Jovens

Igreja de Nova Vida em Águas Claras
QS 05, Lote 03, Lojas 1/2, Av. Águas Claras 

Sábado, 19 de novembro às 19h30. Não perca!


Faça parte desta Rede!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

CULTO DE CELEBRAÇÃO COM A OCBRASS

       Marcante! Assim podemos definir o Culto de Celebração que aconteceu no último domingo, dia 11 de setembro de 2011 às 19h30, na Igreja de Nova Vida em Águas Claras e que contou com a presença da OCBRASS (Orquestra Cristã de Brasília), que pela primeira vez esteve na Igreja.

       Sob a Regência do Maestro Joel Barbosa que montou um repertório repleto de cânticos lindos, que foram conduzidos pelo irmão Jerry, a Orquestra levou todos os presentes a se emocionarem e louvarem de todo o coração ao Senhor.

         A Igreja estava repleta de pessoas que se uniram em louvor e adoração a Deus. O lindo culto foi finalizado com a Ministração da Palavra de Deus pelo Pr. Marcelo Santana com a mensagem: Os sons de Deus.

Se você deseja ver todas as fotos deste evento acesse: www.novavidaaguasclaras.com.br 
          

CHÁ DE MULHERES


         Num ambiente de muita elegância e descontração, aconteceu no dia 03 de setembro de 2011, às 16h30, o Chá de Mulheres organizado pela Rede de Mulheres da Igreja de Nova Vida em Águas Claras, que está sob a liderança da Dca. Kareen Magalhães.
         Todas as mulheres presentes cantaram, participaram de dinâmicas, reforçaram os laços de comunhão através de um bom bate papo e é claro ouviram uma ministração maravilhosa através da irmã Rosana com o tema: Eu criei a mulher para ser uma orquídea mas ela tem tentado ser um Girassol.  
          Ao final todos puderam desfrutar de um delicioso Chá e despediram-se na espectativa do próximo encontro que acontecerá no dia 01 de outubro de 2011.
Dca Kareen Magalhães dando boas vindas a todas as mulheres presentes 
Momento da Dinâmica dos Balões

Regina, Rosa Maria, Leni, Kareen e Kelly
Alexsandra, Gabriela, Débora, Mariza, Elizângela e convidadas
Izabela, Alexsandra, Elizângela e convidadas
Ivanilze e Júlia
Ivonete e Albertina
Kézia junto à sua mãe, a Missionária Rosa Maria

Fabiana, Kelly, Leni, Rosana e convidada


Momento da Ministração da Palavra pela irmã Rosana







terça-feira, 30 de agosto de 2011

GRUPOS DE VIDA - UMA VISÃO DE DEUS



O que Jesus queria que seus seguidores fizessem quando ele disse "fazei discípulos"? Como eles entenderam essa expressão?
  • Ide e pregai às multidões?
  • Ide e transformai todos em líderes?
  • Ide pelas nações e formem um grupo de discípulos em cada uma, que aprenda meus mandamentos e depois se reproduza (interna e externamente).

O QUE É GRUPO DE VIDA
Grupo de Vida é o meio de cumprirmos efetiva e praticamente o propósito e objetivo da igreja: ser uma manifestação visível do Reino de Deus, adorando-o; edificar a Igreja e cumprir a grande comissão de Jesus (Mateus 28.18-20)
Grupo de Vida é o elemento básico para a formação da igreja e proporciona o espaço ideal para relacionamentos mais profundos e a edificação e cuidado mútuos.
A maioria dos mandamentos recíprocos (mais de 105 no NT) não pode ser obedecida no grupão, apenas nos Grupos de Vida.

A IGREJA EM DOIS AMBIENTES
Reuniões gerais de celebração e reuniões menores (Grupos de Vida) o que caracteriza duas asas as quais dão aerodinâmica à Igreja (Atos 2.41-47; 5.42; 20.6-11).
Igreja, nas escrituras, aparece caracterizada por: corpo, família, lavoura, edifício, templo... Deus deseja formar uma família de muitos filhos, semelhantes a Jesus (Romanos 8.28-29; Efésios 2.11-22 e II Coríntios 3.17-18)

OBJTIVOS BÁSICOS DOS GRUPOS DE VIDA
  1. Edificação (maturidade/poder)
  2. Evangelização (frutificação)
  3. Discipulado (pastoreio/mutualidade/integração)
POR QUE CASAS Calor humano (pessoal), mais receptivo, fica mais próximo à vida real das pessoas, ajuda a produzir comunhão verdadeira, informalidade e intimidade.

OS BENEFÍCIOS DOS GRUPOS DE VIDA Gera envolvimento pessoal, mobilização, pastoreio, descobrimento e manifestação de dons, mutualidade, crescimento espiritual, comunhão, integração, cuidado, evangelização e avaliaição.

BASE BÍBLICA PARA GRUPOS DE VIDA
  1. A trindade é um referencial de um grupo pequeno
  2. Ministério de Jesus - casas e pequenos grupos (Marcos3.14; Mateus 13.36)
  3. A Igreja primitiva (Atos 1.13, 2.1-2, 42-47, 5.42, 12.12, 20.20; Romanos 16.3-5, 10, 14, 15; I Coríntios 16.15, 19, 23; Colossenses 4.15; Filemon 2)
  4. Ministério de Apolo (I Coríntios 3.4-5)
  5. Ministéiro de Áquila e Priscila (Colossenses 1.28; Efésios 4.11-16,20).

Se você ainda não faz parte de um Grupo de Vida, contacte um dos nossos líderes  e junte-se a nós. 

CULTO DE CELEBRAÇÃO 21/08/2011

           Domingo dia 21 de setembro de 2011, às 19h30, tivemos a maravilhosa oportunidade de celebrarmos ao Senhor Jesus mais uma vez, agradecendo pela grandiosa e perfeita obra que Ele consumou na Cruz, dando-nos através disso uma nova vida. Não foram poucos os momentos de alegria e gozo vividos pela Igreja, que com toda força cantou e adorou ao nosso Deus. 
           O Culto foi iniciado pelo Pr. André Costa, que com uma oração poderosa, abriu caminho para que o Ministério de Música entoasse lindos cânticos, juntamente com a Igreja. A continuidade do culto foi feita pelo Pr. Marcelo, que apresentou ao Senhor, o pequeno João Lucas, filho da nossa querida irmã Paula Vitória. O Culto foi encerrado com uma linda e inspirada pregação do  Pr. Inezilo Cunha e um momento de oração ao som da canção Vaso Novo.

Momento de adoração



Apresentação do pequeno João Lucas





Vista parcial do Auditório durante o Culto

Momento da Ministração da Palavra pelo Pr. Inezilo - "Deus tem a pessoa certa pra cada missão e cada um  de nós foi chamado por Deus"




sábado, 27 de agosto de 2011

OCBRASS EM ÁGUAS CLARAS


      No dia 11 de setembro de 2011 às 19h30, estaremos recebendo pela primeira vez na Igreja de Nova Vida em Águas Claras a Orquestra Cristã de Brasília, sob a regência do Maestro Joel Barbosa.
      Não deixe de divulgar essa data e participar desse dia festivo, onde vamos celebrar ao Deus da nossa Salvação.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Batismo nas Águas

No dia 04 de setembro de 2011 às 10h30, cumprindo os ensinamentos da Palavra de Deus, batizaremos os nossos novos irmãos em Cristo, que entregaram suas vidas ao Senhorio de Jesus e desejam declarar publicamente sua fé na obra perfeita realizada por Cristo na Cruz. Não deixe de participar desse momento de alegria, que será uma marca na vida dos nossos irmãos e da Igreja de Nova Vida em Águas Claras. 

quinta-feira, 23 de junho de 2011

09- ALERTA

“Parem de ver pornografia ou vocês destruirão suas vidas”, alerta ex-atriz pornô convertida



Jennifer Case deixou a indústria do sexo três anos atrás pela graça de Deus, diz ela, e a mensagem dela para os homens é muito clara: “Há uma pessoa real do outro lado das imagens que você está vendo, e você está destruindo a vida dela e a vida dos filhos dela”.
Numa entrevista para “The Porn Effect” (O Efeito Pornô), Case testifica de sua própria experiência pessoal acerca dos malefícios que a indústria pornográfica provoca nas mulheres envolvidas. Ela diz que ficou traumatizada, oprimida e abusada, e ficou viciada em drogas e precisava de dinheiro da pornografia para continuar tendo condições de comprá-las. Fisicamente ela tinha de lidar com doenças sexualmente transmissíveis: “Tive tantas infecções diferentes o tempo inteiro. Deixei Hollywood porque fiquei muito doente de clamídia. Meu abdome doía tanto que tive de voltar para casa”, disse ela.
A indústria pornográfica é alimentada pelos seus consumidores — eles e seu dinheiro impulsionam o destrutivo negócio — e daí dá para se atribuir os danos feitos a essas mulheres aos consumidores bem como produtores. Contudo, a ex-atriz pornô não guarda amargura contra os homens pela vida passada dela. Ela possui um discernimento profundo da natureza viciadora da pornografia e diz que compreende que só com a ajuda de Deus os homens conseguem sair do vício, assim como foi com a ajuda de Deus que ela deixou essa indústria.
“Homens, Deus ama vocês! Eu amo vocês também e sempre orarei por todos vocês, para que as cadeias sejam quebradas”, diz ela. “Você é escravo da pornografia tanto quanto qualquer atriz pornô. Se você está vendo pornografia ou está viciado à pornografia, você está tentando encher um vazio dentro de você que só Deus pode preencher. Toda vez que você olha pornografia, você está aumentando o vazio, e você destruirá sua vida”.
Ela diz que a pornografia é “maligna” e “é uma droga, veneno e mentira”.
“Se você pensa que poderá guardá-la no escuro, Deus a tirará para fora, para a luz, para deter você e curar você”.
Num apelo muito franco, Case concluiu a entrevista dizendo: “Essas mulheres são preciosas e merecem ser amadas exatamente como vocês merecem. Há uma pessoa real do outro lado das imagens que você está vendo, e você está destruindo a vida dela e a vida dos filhos dela. Em toda pornografia existe a filha de alguém. E se fosse a sua filhinha? Você pode realmente estar ajudando na morte de alguém! Atores e atrizes pornôs morrem o tempo todo de AIDS, overdoses de drogas, suicídios, etc. Por favor, parem de olhar pornografia”.

08- COMO ESTA O SEU MACHADO?

Reflexão : O Lenhador e  o Machado

Essa é a história de Pedro, um ótimo lenhador que chegou a uma serraria procurando emprego. O capataz deu-lhe um dia para que ele mostrasse as suas habilidades.
Pedro surpreendeu o capataz, pois era capaz de derrubar dez árvores enquanto o normal era abater duas por dia. O melhor lenhador derrubava quatro.
Diante disso, Pedro foi alvo de comentários por parte de todos, pois era o melhor lenhador que se conhecia. Foi um verdadeiro sucesso. Porém, depois de algum tempo, sua produção baixou até que passou a ser o pior de todos os lenhadores. O que estaria acontecendo? O capataz preocupado, procurando saber o que estava havendo, chamou Pedro e disse:

- No dia em que você chegou aqui derrubou dez árvores, sem demonstrar cansaço e assim continuou por algum tempo. Mas ultimamente o vejo abatido e esgotado, sua produção foi caindo e você tem derrubado apenas uma árvore por dia. O que houve?

- Não sei, respondeu Pedro. Estou trabalhando como nunca trabalhei antes: tenho me esforçado três vezes mais, sou o primeiro a ir para a mata e o último a voltar!
O capataz pensou um pouco e perguntou a Pedro:
- Pedro, nesse tempo que está aqui, quantas vezes você amolou o machado?
E Pedro, um pouco atrapalhado, respondeu:
- Nenhuma, não tive tempo.
Quantas vezes voce amolou seu machado desde que foi chamado por Jesus? Nossa produção tem que no mínimo permanecer estável. Nunca diminuir! O que temos produzido com nossa ferramenta dada por Deus?
Nosso machado é nossa fé e nosso amolador é o Espírito Santo. Se voce nãoa tiver contato com Ele, seu machado vai dimiuindo a produção até ficar totalmente cego.

“Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3:1
Escrito porRegiane

07 - NOVA VIDA EM ÁGUAS CLARAS!


JESUS E NICODEMOS


"1Havia um fariseu chamado Nicodemos, que era líder dos judeus. 2Uma noite ele foi visitar Jesus e disse:
– Rabi, nós sabemos que o senhor é um mestre que Deus enviou, pois ninguém pode fazer esses milagres se Deus não estiver com ele.
3Jesus respondeu:
– Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo.
4Nicodemos perguntou:
– Como é que um homem velho pode nascer de novo? Será que ele pode voltar para a barriga da sua mãe e nascer outra vez?
5Jesus disse:
– Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode entrar no Reino de Deus se não nascer da água e do Espírito. 6Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual. 7Por isso não fique admirado porque eu disse que todos vocês precisam nascer de novo. 8O vento sopra onde quer, e ouve-se o barulho que ele faz, mas não se sabe de onde ele vem, nem para onde vai. A mesma coisa acontece com todos os que nascem do Espírito.
9– Como pode ser isso? – perguntou Nicodemos.
10Jesus respondeu:
– O senhor é professor do povo de Israel e não entende isso? 11Pois eu afirmo ao senhor que isto é verdade: nós falamos daquilo que sabemos e contamos o que temos visto, mas vocês não querem aceitar a nossa mensagem. 12Se vocês não crêem quando falo das coisas deste mundo, como vão crer se eu falar das coisas do céu? 13Ninguém subiu ao céu, a não ser o Filho do Homem, que desceu do céu.
14– Assim como Moisés, no deserto, levantou a cobra de bronze numa estaca, assim também o Filho do Homem tem de ser levantado, 15para que todos os que crerem nele tenham a vida eterna. 16Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna. 17Pois Deus mandou o seu Filho para salvar o mundo e não para julgá-lo.
18– Aquele que crê no Filho não é julgado; mas quem não crê já está julgado porque não crê no Filho único de Deus. 19E é assim que o julgamento é feito: Deus mandou a luz ao mundo, mas as pessoas preferiram a escuridão porque fazem o que é mau. 20Pois todos os que fazem o mal odeiam a luz e fogem dela, para que ninguém veja as coisas más que eles fazem. 21Mas os que vivem de acordo com a verdade procuram a luz, a fim de que possa ser visto claramente que as suas ações são feitas de acordo com a vontade de Deus."
CONVIDAMOS VOCÊ E SUA FAMÍLIA PARA O GRANDE CULTO DE CELEBRAÇÃO AO
SENHOR  AOS DOMINGOS A PARTIR DAS 19.30h.
SEJAM BEM-VINDOS!